AÇÕES SINDICAIS

Após 8 anos, o jornalista Boris Casoy é condenado por ofender gari

05/09/2017

Após oito anos, o jornalista Boris Casoy e a TV Bandeirantes foram condenados a pagar indenização por danos morais ao varredor José Domingos de Melo. O trabalhador receberá R$ 60 mil.

Âncora do telejornal, a ofensa se deu através de um comentário do jornalista após a participação de José Domingos numa vinheta de ano novo (2009).  Na ocasião, após as imagens serem exibidas e sem saber que os microfones continuavam ligados, Boris Casoy comentou com os colegas de estúdio: que merda, dois lixeiros desejando felicidades do alto das suas vassouras. O mais baixo da escala do trabalho.

O varredor contou que foi abordado por uma equipe da Rede Bandeirantes, em dezembro de 2009, pedindo que ele participasse de uma campanha de festas para a TV. " Não imaginava que minha participação renderia deboche, preconceito e discriminação”, lamentou, enfatizando que sempre acreditou na Justiça e no sindicato.

“Nossa profissão é digna e merece respeito como qualquer outra. Acordamos cedo e dormimos muito tarde para sustentarmos nossa família. Não é justo alguém nos tratar com desdém, desmerecendo a atividade que exercemos. Espero que isso sirva de lição”, disse.

Quanto ao dinheiro, José Domingos afirmou que pretende ajudar a mãe de 75 anos, que vive em Pernambuco, reformar sua casa e também oferecer um churrasco para os amigos do trabalho. "Isso precisa ser comemorado com os meus companheiros de jornada", finalizou.

Comentando a decisão judicial, o diretor financeiro do Siemaco, André Filho, repudiou a postura do apresentador "É lamentável que isso ocorra contra uma categoria que faz um trabalho essencial para a sociedade. Foi de uma irresponsabilidade muito grande", afirmou.

Veja o vídeo com o comentário do apresentador: 

https://www.youtube.com/watch?v=uI-ALaP_8xU