AÇÕES SINDICAIS

Trabalhadores da Limpeza do Corinthians Parque São Jorge cruzam os braços

13/11/2017



 

 

Enquanto os torcedores corintianos tentam segurar o grito de campeão, animados com a performance dos jogadores em campo, os trabalhadores que cuidam no Clube Corinthians / Parque São Jorge resolveram soltar a voz e denunciar o atraso no pagamento dos salários e benefícios. Com o apoio do Siemaco, eles paralisaram as atividades na manhã dessa segunda-feira (13).

Os trabalhadores reclamam o não pagamento do salário e benefícios (tíquete refeição e cesta básica) referentes ao mês de outubro. Além disso, sem receberem o vale transporte de novembro não têm como ir e vir ao trabalho, pois não têm recursos para arcar com as despesas.

O diretor do Siemaco, Wagner Antonelli, acompanha de perto os trabalhadores ao mesmo tempo em que exige uma resposta da empresa Embrase, que detém o contrato de prestação de serviços. “Ainda não temos nenhuma posição dos responsáveis”, denunciou, alertando que a paralisação evoluirá para uma greve caso a Embrase não cumpra com o que é acordado em Negociação Coletiva de Trabalho e regularize os pagamentos.

Enquanto isso, o sindicato está negociando com o próprio contratante (Corinthians Parque São Jorge) para uma possível retenção da fatura. Assim, os trabalhadores receberão o pagamento direito do clube e retomarão os seus postos.