AÇÕES SINDICAIS

Coletores de São Paulo comprovam supremacia na corrida de rua de Belo Horizonte

30/11/2017

 

Só deu São Paulo no pódio após a III Corrida Sindeac de Garis, realizada em Belo Horizonte, no domingo (26). Seis atletas, apoiados pelo SiemacoSP, ocuparam as seis primeiras colocações, comprovando nas ruas mineiras o respeito dos colegas e população. Na versão feminina da prova as mineiras mostraram a sua competência e Maria Aparecida Leão subiu ao ponto mais alto do pódio.

Com 10 quilômetros de extensão, a corrida, já tradicional, levou 266 atletas às ruas das Minas Gerais: 241 homens e 25 mulheres. Dividiram o pódio masculino os coletores Johnatas de Oliveira Cruz, Ivanildo Dias de Souza e Fenanco Bezerra da Silva, que receberam os prêmios em dinheiro no valor de R$4, 2 e 1,5mil.

O campeão, Johnatas de Oliveira Cruz, atingiu a marca de 30 minutos e cinco segundos. “Ele correu solto e pode atingir uma marca ainda melhor, pois não deu tudo o que pode”, afirmou o organizador da prova, Wellington de Souza. 

Com a experiência de quem foi presidente da Federação de Atletismo de Minas Gerais, Wellingon, que responde pela empresa Bicho do Mato e é parceiro do Sindeac, afirmou que se surpreendeu com a qualidade da performance do gari. Acredita que com um treinamento direcionado, Johnatas pode se destacar e qualquer corrida de rua. “Ele é focado, chegou tranquilo.”

Aliás, todos os coletores de São Paulo chegaram muito bem ao final da competição. Ivanildo, 1 minuto e 34 segundos após o campeão e Fernando atingiu a marca de 32 minutos e 41 segundos.  Claudio Roberto Macedo, Marcos Francisco da Silva e Jucelino Batista de Oliveira, também de São Paulo conquistaram a quarta, quinta e sexta colocação. Maria terminou a corrido após uma hora três minutos e 25 segundos.

“Hoje, em Belo Horizonte, os garis são uma das classes de trabalhadores mais respeitada e agraciada por todos. Em suas jornadas de trabalho estão sempre estão alegres e recebem a recíproca por parte da população”, testemunhou Wellington.

 

O diretor do Siemaco, Elmo Nicácio (Lagoa), acompanhou os atletas até Belo Horizonte e, mais uma vez, ficou orgulhoso dos colegas. Lagoa, que foi coletor da empresa Loga, sabe que a labuta diária nas ruas de São Paulo, usando uniformes e botas e carregando o peso do lixo, molda não apenas o caráter, mas o condicionamento físico dos garis. No entanto, lembra que os seis coletores tornaram-se atletas com o esforço do treino diário, nas pistas e parques paulistas. "Estão todos de parabéns". afirmou.

 

Complementando os prêmios, foram sorteadas seis bicicletas (três entre os atletas masculinos e três para as mulheres). Todas com a tecnologia full suspension (suspensão traseira e dianteira).

O Siemaco SP parabeniza os 266 competidores. Eles mostraram nas ruas mineiras a sua competência como atletas, pois como profissionais já têm a unanimidade da população em todo o Brasil!