AÇÕES SINDICAIS

Falta de capacitação afasta os trabalhadores das vagas de trabalho na limpeza

12/04/2018

Por mais que o sindicato divulgue as oportunidades de vagas no mercado de trabalho formal, numa parceria com as empresas, tem sido frequente as contratações não se consolidarem, por falhas importantes nos perfis dos candidatos. Desde conduta até formação, já que a experiência, apesar de ser um fator importante, deve somar a requisitos que fazem a diferença na hora da entrevista.

Na segunda-feira (26), o sindicato 28 trabalhadores que buscavam recolocação no segmento da Limpeza Hospitalar foram entrevistados. Já era a terceira tentativa da empresa em preencher as vagas. Os profissionais contratados irão trabalhar num importante hospital de São Paulo, referência na área de saúde. Infelizmente, ninguém foi contratado.

Requisitos básicos

Escolaridade básica, experiência na área e postura são os requisitos básicos exigidos. Os candidatos ás vagas têm falhado em todos. 

De acordo com o recrutador, profissional especializado em seleção e parcerio do Siemaco, os principais critérios para a reprovação dos candidatos fora, a falta de experiência e a baixa estabilidade nos empregos anteriores, agravado pela pouca escolaridade. "Algumas pessos não sabem se protar numa entrevista. Entendem que só por serem trabalhadores da limpeza serão contratos nas entrevistas", justificou a profissional.

A competência é requisito, porém os candidatos têm frustrado em seus comportamentos durante o processo seletivo. Há dias, todos os candidatos foram dispensados pelo comportamento, em pleno sindicato. Não pararam de conversar e falavam ao celular ao inv~es de ouvir a selecionadora e respeitar os colegas.

Como e qualquer outro segmento, cada vez mais é esperado postura do trabalhador da limpeza. O asseio pessoal é o cartão de visitas do profissional.