AÇÕES SINDICAIS

Elas mantiveram a limpeza mesmo abandonadas pelo patrão

04/04/2018

Os trabalhadores que cuidam do Asseio e Conservação do campus da Faculdade Anhanguera (Campo Limpo) têm na união o seu maior bem. Eles passaram por maus bocados na virada do ano ao serem abandonadas pela empresa Serpol. Mesmo na incerteza mantiveram a prestação de serviço no setor. Graças a isso, foram absorvidas pela empresa Base, que assumiu o contrato.

A liderança da encarregada Marlete Alves de Oliveira, 51 anos, foi decisiva para a manutenção da equipe de limpeza. “Entre nós, todas as decisões são tomadas em conjunto”, enfatizou. Nesse espírito democrático também foi realizada a filiação da equipe ao Siemaco, na manhã de terça-feira (3), e será decidido se o grupo recorrerá ao sindicato para recuperar na Justiça o que lhe é de direito. 

União reverteu o caos

O drama das trabalhadoras começou quando a empresa prestadora de serviços perdeu o contrato e abandonou os funcionários, sem dar satisfações. Vinte deles (auxiliares de limpeza e a encarregada) tinham recebido a primeira parcela do 13º salário e de um dia para o outro se viram sem nada: salário, benefícios etc. A homologação não foi feita até hoje!

“Muitos de nós ficaram sem ter o que comer, mas decidimos em reunião ficar unidos. Conseguimos receber o FGTS e a promessa de que seriamos chamados no sindicato no dia 29 de março, mas a empresa mentiu. Marlete coordena o trabalho na limpeza da Faculdade Anhanguera há quase nove anos, funcionária de diferentes prestadoras de serviço.

Marlete lamentou não conhecer melhor o sindicato na época. “Agora somos filiados e sabemos que teremos o apoio que precisamos”. A sindicalização foi feita após ação sindical realizada pela diretora sindical, Andrea Ferreira que, inclusive, está orientando os trabalhadores como proceder e agilizando uma reunião com o Departamento Jurídico do Siemaco.  

“Ficamos sem nada, de um dia para o outro, mas com a ajuda de Deus  continuamos a trabalhar durante normalmente até que a nova empresa, Base, assumiu o posto no dia 15 de janeiro e contratou todos os que quiseram ficar no setor. Não queremos prejudicar a Base, que nos acolheu, nem o cliente, mas queremos receber da Serpol os nossos direitos”, disse a encarregada. “Passamos necessidade, sem apoio, mas continuamos a trabalhar firme e fortes.”

Filiação ao Siemaco

Andrea conheceu Marlete num momento difícil. A diretora foi visitar o posto e encontrou o clima ruim, quando a encarregada sequer quis conversar. “Estavamos na pindaíba, com a cabeça estonteada, pedi para ela voltar outro dia”, justificou Marlete.

A diretora voltou ao posto e foi recebida de braços abertos. Ela explicou o trabalho sindical, a importância da representação e o que o Siemaco poderá fazer para recuperar as perdas trabalhistas. No mesmo dia, uma nova reunião foi feita e todos decidiram integrar o quando social do Siemaco.

“Decidimos que se a gente está com o sindicato temos apoio necessário; se a gente conhece o sindicato, sabe onde procurar ajuda quando for preciso”, argumentou a encarregada. “Espero de agora em diante apenas dias melhores, pois a situação que passamos não irá se repetir novamente.”

Nos próximos dias será definida a nova estratégia, se quando e quem irá no Siemaco conversar para resolver o impasse com a empresa Serpol, que perdeu os contratos na capital paulista, mas continua atuante em Campinas, no interior do Estado. “O importante é resolver a nossa situação”, disse Arlete, taxativa.

Espírito de equipe

Após trabalhar como empregada doméstica, Marlete conseguiu um emprego como operadora de caixa de supermercado. Desistiu do comércio quando conseguiu um emprego na limpeza. Isso há quase uma década!

Ela começou como auxiliar de limpeza e foi promovida como encarregada. “Na limpeza é difícil crescer, pois os cargos de chefia são poucos”, afirma. 

O segredo da união do time de limpeza está na confiança e nas decisões compartilhadas. “Somos treinadas pelo espírito de equipe”, enfatiza a líder. E finaliza: Trabalhar na limpeza foi a minha escolha, é a minha vida e o que eu gosto de fazer. A limpeza é o meu tudo!