AÇÕES SINDICAIS

O sindicato também é lugar de realizar sonhos e fazer amigos

05/04/2018

 

Irene Maria de Lima não cabia em si de tanta felicidade quando chegou ao sindicato, na manhã de quinta-feira (5). “Aline, eu estou aposentada!”, disse então para a assistente jurídica do Departamento Previdenciário!  Ela teve de esperar 61 anos, pois só completou 15 anos de contribuição em 2018.

A alegria da auxiliar de limpeza contrasta com o ceticismo com que deu entrada ao processo de aposentadoria, no dia 16 de fevereiro. Então, ela não acreditava no sindicato e a muito custo foi convencida, pelo coordenador sindical, Douglas, a recorrer aos serviços oferecidos pelo Siemaco ao trabalhador.

Emocionada, dona Irene era um misto de risos e lágrimas.  “Mas eu posso continuar sócia do Siemaco, não é mesmo?, questionava, pois não quer perder o contato com aqueles que trabalharam por ela. Agradeceu especialmente a ajuda de Douglas, Aline e ao coordenador do Departamento Previdenciário, Márcio.

Aposentada por idade desde segunda-feira (2), quando recebeu em casa a carta do INSS, ela tem direito à diferença de 15 dias trabalhados junto com os benefícios dos meses de fevereiro e março. Dona Irene chegou a reclamar de tanta exigência e a filha Sandra, que sempre a acompanha, teve de acalmá-la. Afinal, a exigência não era do sindicato, mas da lei.

“Foi um processo rápido, mas não tranquilo. A trabalhadora havia esquecido uma carteira de trabalho, de quando era funcionária da empresa GR, na década de 2001. O INSS pediu o documento, mas dona Irene havia não lembrava desse emprego”, contou Aline.

Douglas também estava muito satisfeito. “Sinto-me elogiado por ser usado, pelo Siemaco, para aposentar a Dona Irene. Nesse cenário político conturbado, onde o direito à aposentadoria está ameaçado, eu pude realizar o sonho de aposentadoria de uma trabalhadora!

Quero descansar, a empresa pediu para que eu continue trabalhando

Funcionária da Verzani&Sandrini, a auxiliar de limpeza cuida do Asseio e Conservação de um edifício comercial com 35 andares, na região do Morumbi. Bem que ela pensou em ficar em casa aproveitando a aposentadoria, mas como a empresa precisa dela decidiu continuar na lida.

“Eu pedi para ser mandada embora, eles (empresa) perguntaram o porquê. Depois pediram para que eu trabalhasse mais um pouco”, contou.

O sonho a ser realizado? Comprar a casa própria, que a labuta na limpeza ainda não permitiu.

Questionada sobre os planos para o futuro, ela não soube responder. Pelo menos por enquanto quer celebrar a aposentadoria.

Agradecimento mútuo  

Dona Irene parece ter “adotado” a equipe sindical. “Ela admira muito o Douglas”, contou Aline. Admiração compartilhada.

Ela comentou que tudo o que pensava de ruim do sindicato não era o que ela imaginava. Agora, quer manter as amizades conquistadas pela vida toda. Sobretudo participando do Siemaco, como trabalhadora filiada. Ainda na ativa, mas principalmente quando decidir parar de trabalhar.

“Graças a Deus eu estou aposentada, agora, disse dona Irene ao sair do sindicato, no início da tarde de quinta-feira. Ela estava  renovada, com brilho nos olhos, agradecida e feliz!

 

 

 

Categorizado em: Ações Sindicais, Nossa gente,