AÇÕES SINDICAIS

Protesto interrompe por duas horas os serviços de limpeza no Instituto Adolfo Lutz

10/04/2018

Reunidos com o sindicato, na manhã de hoje (10), os auxiliares de hospitalar paralisaram as suas atividades no Instituto Adolfo Lutz por duas horas. O motivo foi a falta de pagamento do tíquete-refeição.

Sem condições de se alimentar, os trabalhadores chamaram o Siemaco, que os atendeu prontamente. A empresa CleanMax alega que depositará o valor equivalente nos próximos dias, mas não havia se posicionado antes da ação sindical e nem justificou o motivo do atraso.

O coordenador Valdir informou que o protesto é um direito dos profissionais quando a empresa não arca com os suas obrigações, não respeitando o que foi definido em Convenção Coletiva de Trabalho. Também, que a paralisação de advertência não prejudicou o funcionamento do hospital.

O Siemaco já está preparando ofício que será enviado ainda hoje para o gestor do contrato. Se o pagamento não for realizado, medidas mais incisivas serão tomadas na proteção dos direitos e qualidade de vida dos trabalhadores.