AÇÕES SINDICAIS

Acidentes e Doenças do Trabalho é tema de seminário na Fundacentro

26/04/2018

 

Anualmente, o universo envolvendo trabalhadores vitimados por acidentes no ambiente laboral é lembrado em todo o mundo em 26 de abril. Em São Paulo, o Dia Mundial em Memórias às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho foi marcado através de seminário realizado pela Fundacentro.

Por determinação da OIT - Organização Internacional do Trabalho - este ano a Geração Segura e Saudável foi o foco principal dos debates. Uma pauta ampla que inclui a segurança e saúde dos trabalhadores jovens e o combate pelo fim do trabalho infantil. O desafio é promover uma cultura de prevenção em Segurança e Saúde que beneficie a próxima geração da força de trabalho em todo o mundo.     

 

                               

O diretor do Siemaco João Capana, responsável pela pasta da Saúde e Segurança do trabalhador das categorias do Asseio e Conservação, Limpeza Urbana e Áreas Verdes, esteve presente, ao lado do técnico de segurança do sindicato, Vanderson. Capana é protagonista na consolidação da proposta da NR da Limpeza Urbana, em fase final de estudos e aprovação.

A NR da Limpeza Urbana garantirá regras protetivas mínimas a serem aplicadas em todo o Brasil, beneficiando diretamente os profissionais. Uma iniciativa do Siemaco que foi construída a partir de um amplo debate nacional, envolvendo trabalhadores e sindicatos laborais e patronais.

Trabalho deve ser lugar de conquistas e não desastres

Sob coordenação técnica de Diogo Ferreira de Oliveira, o seminário, realizado no Auditório do Ministério do Trabalho, reuniu principalmente os profissionais da área da Segurança e Saúde do Trabalho que, durante um dia inteiro, esmiuçaram a questão da segurança laboral. O Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho foi formalizado em 2003 como ferramenta de conscientização.

No Brasil, de acordo com a Fundacentro, 700 mil profissionais envolvem-se em acidentes, anualmente. Entre os anos de 2012 a 2016 foram registradas mais de 13 mil mortes decorrentes de acidentes de trabalho.

A promoção da Saúde e Segurança no Trabalho depende do cumprimentos da lei, respeito às normas regulamentadoras, ambiente laboral seguro e, principalmente, difusão de informação para conscientização. Uma questão a ser enfrentada de frente, pois é agravada pela grande variedade de ocupações e diversidade de realidades.

 

                                           

  

 

Categorizado em: Saúde e Segurança,