AÇÕES SINDICAIS

Desvendando a arte tumular e a vida antes da morte

02/05/2018

São Paulo é uma cidade misteriosa, pois existe vida e arte nos lugares mais improváveis! Por exemplo nos cemitérios, um local especial onde trabalham profissionais representados pelo Siemaco SP como os auxiliares de limpeza, coveiros e jardineiros. 

Um dos campos santos mais tradicionais da capital paulista, o Cemitério da Consolação, foi visitado pelos alunos da Central de Cursos no dia14 de março. Os trabalhadores matriculados na Educação Continuada foram recepcionados pelo guia Polpó, oficionalmente Francivaldo Almeida Gomes.

Durante a visita guiada, eles puderam admirar a arte sacra, a arte tumular e arte brasileira. Pudeeam conhecer, então, parte da história da cidade através dos túmulos de personalidades locais, sepultadps no coração da cidade: a avenida Consolação.

”O Cemitério da Consolação é um espelho que reflete as múltiplas vivências daqueles que participaram ativamente da vida da cidade, desde a sua fundação em 15 de agosto de 1858”, ressaltou o professor William, da equipe da Central de Cursos do Siemaco. 

Um museu a céu aberto, o cemitério possui riquezas em forma de esculturas. Dentre as personalidades enterradas no local estão Monteiro Lobato, Tarsila do Amaral, Ramos de Azevedo, Mário  de Andrade e Oswald de Andrade. Dentre as obras, trabalhos de Victor Brecheret, Nicola Rolo, Luigi Brizzolara entre outros.

O Cemitério da Consolação nos dá uma lição. Existe beleza na morte! Vale uma visita.

 

 

Categorizado em: Nossa gente,