AÇÕES SINDICAIS

Trabalhadores representados pelo Siemaco aderem à campanha Sem Sindicato Não Há Democracia

02/08/2018

A equipe de limpeza da empresa Osesp, que cuida do Asseio e Conservação do Citybank, somou à luta do seu sindicato de classe e fez questão de dar o aval do trabalhador à campanha Sem sindicato não há democracia. A mobilização, encabeçada pela Conascon (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação, Limpeza Urbana e Áreas Verdes) visa engajar os sindicatos filiados em todo o Brasil para a valorização da representação sindical.

O objetivo é levar informação aos profissionais sobre o papel dos sindicatos, não apenas para garantir direitos trabalhistas e conquistas econômicas, mas avanços sociais e manutenção da democracia. A campanha foi lançada para minimizar os impactos negativos da Reforma Trabalhista e movimento político antissindical que vigora no país.

“Queremos resgatar as origens do sindicalismo, valorizando o trabalho em defesa dos direitos trabalhistas. Além disso, fortalecer o  combate às ações de setores patronais que desestimulam a filiação e demonizam os sindicatos”, explica o presidente do Siemaco SP e Conascon, Moacyr Pereira.

“Somos a voz  da população trabalhadora que não é detentora dos meios de produção. Nossas ações sindicais têm efeito multiplicador e influenciam nas decisões políticas que beneficiam toda a sociedade”, completou.

Representação Legal

É importante destacar que o sindicato é a única instituição que pode representar o trabalhador em suas demandas, fora do eixo de poder oficial (Executivo, Legislativo e Judiciário). Sem o sindicato, os profissionais ficam à mercê dos interesses econômicos, políticos, além dos desmandos dos patrões.

Resumindo, a campanha pretende instigar nos trabalhadores -e sociedade- o debate sobre representatividade. Afinal, quando os problemas acontecem é no sindicato que o trabalhador encontra a sua voz!  Isso porque o  sindicato é o representante legal do trabalhador.

O analista político do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), André Luiz dos Santos, explica que o sindicato faz parte do tripé da democracia, junto com os partidos políticos e uma imprensa livre. “A democracia ficaria capenga sem essa representatividade.

Enfatizando a importância da campanha para a conscientização e mobilização do trabalhador (apenas na cidade de São Paulo o Siemaco representa mais de 100 mil profissionais), ele enalteceu  trabalho da Conascon e seus sindicatos filiados. “É essencial para novos tempos”, completou.

A campanha Sem sindicato nâo ha democracia foi elogiada pela organização latino-americana UniAméricas, Organização que representa as instituições sindicais, inclusive confederações, tem repercutido a iniciativa da Conascon em seus veículos de comunicação e entre as entidades associadas.