AÇÕES SINDICAIS

Siemaco SP capacita mulheres trans para o mercado de trabalho

18/02/2019

Inserção no mercado de trabalho para todos e todas, essa é uma das bandeiras do Siemaco São Paulo. Pensando nisso, o sindicato realiza, há mais de um ano, treinamentos gratuitos para a comunidade LGBTI, além de buscar de vagas de emprego em empresas parceiras.

 

O último treinamento, de recepcionista, foi dado na sexta-feira (15), na sede do sindicato, organizado pela diretora Andrea Ferreira (Ferreirinha), para mulheres trans do Centro de Cidadania LGBTI Edson Neris, localizado na Zona Sul da capital.

 

Para Rafael Fernandes, assistente social que trabalha com os beneficiários do Transcidadania, programa da Prefeitura Municipal de São Paulo que busca a ressocialização de travestis e transsexuais, essa atitude do Siemaco SP vem em boa hora. "Estamos enfrentando um retrocesso de políticas públicas e é revolucionário um sindicato de fazer parceria para que essas pessoas ocupem o espaço e acessem o mercado  de trabalho", afirma.

 

"Ter uma treinamento sem custo é essencial", explica Camila Silva, de 23 anos. Transsexual e desempregada, ela afirma que não falta vontade de trabalhar, mas o preconceito dificulta sua procura por uma vaga. "É super bacana ter uma oportunidade como essa. Eu gosto de trabalhar, mas esbarro na resistência de empresas que não querem uma mulher trans. Esse tipo de treinamento abre portas. Meu sonho é me qualificar cada vez mais. Quanto mais, melhor", comemora.

 

A diretora Andrea Ferreira coloca que a ideia é aumentar o número de trabalhadoras e trabalhadores LGBTI no mercado de trabalho, rompendo o preconceito e mostrando que o gênero não influencia no rendimento de funcionário. "Elas [as trans] tem muita vontade e são esforçadas. Quando vencem a barreira do preconceito, mostram que são capazes. E nós, do Siemaco São Paulo, estamos nessa empreitada para abrir cada vez mais espaços para todos e todas", diz.

 

Centro de Cidadania Edson Neris

O Centro de Cidadania Edson Neris é o maior do Brasil, com cerca de 500 metros quadrados de infraestrutura. O serviço municipal oferece apoios jurídico e psicossocial à comunidade LGBTI.

 

Trata-se de uma casa adaptada para prestar serviços, onde há videoteca, biblioteca, auditório e espaços de atendimento. O local fica na Rua São Benedito, 408, Santo Amaro, e funciona de segunda à sexta, das 9h às 19h. Para mais informações, o telefone é o (11) 5523-0413.

 

 

  

  

 

Categorizado em: Ações Sindicais, Igualdade Social,