AÇÕES SINDICAIS

SIEMACO-SP acata decisão proibindo greve de serviços essenciais, mas apoia manifestações contra Reforma da Previdência

14/06/2019



Durante toda a sexta-feira (14), movimentos sociais e entidades sindicais realizaram uma Greve Geral por todo o Brasil em defesa dos direitos da classe trabalhadora e contra os pontos defendidos pelo governo Bolsonaro para a Reforma da Previdência. O Siemaco Sao Paulo apoiou as manifestações, com todos os diretores e assessores externos visitando trabalhadores da Limpeza Urbana em garagens e alojamentos de toda a capital, mas respeitando a decisão da justiça de proibir greves dos serviços essenciais.

 

O presidente do SIEMACO-SP, Moacyr Pereira, madrugou na garagem da Loga Jaguaré, onde passou uma mensagem de união aos trabalhadores presentes e reforçou a importância de se discutir mudanças no atual sistema previdenciário, mas se colocando contra algumas partes propostas pelo ministro da economia, Paulo Guedes, e toda a equipe do atual governo. "Nós não somos contra uma mudança na Previdência, mas o Benefício de Prestação Continuada [BPC], que paga menos da metade de um salário mínimo pra idosos e pessoas em situação vulnerável, a questão rural e a capitalização da previdência são inaceitáveis. Enquanto isso o judiciário e os militares não entram na mudança, isso é injusto com o povo. Estamos aqui fazendo história, mostrando que nossos filhos e netos merecem um futuro melhor", declarou.

 

Moacyr também reforçou que o sindicato respeita a decisão da Justiça de proibir a greve dos serviços essenciais da cidade, mas declarou que o sindicato apoia as manifestações contra a Reforma da Previdencia ocorridas em todo o  País. "Decisão judicial não se contesta, se cumpre. E é isso que estamos fazendo. Mesmo assim, prestamos nosso apoio e solidariedade a todos os companheiros e companheiras que foram pras ruas lutar pelos direitos de toda a população. Precisamos ter consciência da importância da união da classe trabalhadora contra esse tipo de ataque que o governo Bolsonaro está promovendo contra as classe mais pobres", completou.

 

As pressões em todo o Brasil parecem surtir efeito. O parecer da Reforma da Previdência, que será oficialmente apresentado à Comissão Especial na próxima quinta-feira (19/6), deve cortar a proposta de capitalização do sistema, além das mudanças no BPC. A contribuição criada para a aposentadoria rural também foi retirada pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP).

 

Visitas em todos os locais

Mais de quarenta diretores e assessores do Siemaco São Paulo passaram o dia conversando com as categorias rerpresentadas pelo sindicato, conscientizando sobre a importância do engajamento de todo em defesa fdos direitos trabalhsitas. Confira as fotos do apoio de toda a classe trabalhadora abaixo.

 

 

Categorizado em: Ações Sindicais,