AÇÕES SINDICAIS

SIEMACO-SP faz paralisação geral na SERPRO por pagamento de PPR; empresa promete quitar na próxima segunda

14/10/2019

Diálogo sempre foi uma das principais ferramentas de trabalho do SIEMACO São Paulo, para que as Convenções Coletivas de Trabalho sejam respeitadas pelas empresas. Mas quando não há acordo e o trabalhador é prejudicado, o sindicato também sabe usar a força e união da categoria para que as coisas funcionem. É o caso da Atlantis Serviços Terceirizados, que possui cerca de 50 funcionários na área de limpeza dentro do Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO). Após dois meses de inadimplência com o pagamento do Programa de Participação nos Resultados (PPR) e inúmeras tentativas de acordo, foi feita na manhã desta segunda-feira (14) uma paralisação no local.

O assessor Alexandre Catozzo, juntamente com os diretores do SIEMACO-SP, Sérgio Satomi e Daniela de Sousa, reuniu os trabalhadores para chamar a atenção da SERPRO e da Atlantis pelo não cumprimento do contrato de trabalho, reivindicando o pagamento imediato do PPR.

"A gente encaminhou um ofício para a empresa dia 15 de setembro, depois de um mês de atraso no pagamento, e não obtivemos retorno. Depois, convidamos a Atlantis para conversar na subsede do SIEMACO-SP, em Santo Amaro, onde ficou acordada a quitação do débito, mas não foi cumprida. Resolvemos então paralisar o serviço", explica a diretora Daniela.

O diretor Sérgio explica que na parte da tarde os trabalhadores devem voltar aos seus postos, pois novamente a empresa prometeu pagar os débitos. "A Atlantis afirmou que vai regularizar tudo dia 21 de outubro, na próxima segunda-feira. Se nao pagar, paramos de novo. E aí buscaremos nosso jurídico para saber que ações podemos tomar para que tudo seja acertado. O trabalhador não pode ser prejudicado dessa forma", diz.

 

Categorizado em: Ações Sindicais,