NOTÍCIAS

Marcha das Centrais Sindicais em Brasília eclode em confronto com policiais. Dois manifestantes ficaram gravemente feridos

24/05/2017

Pelo menos 50 mil trabalhadores, reunidos pelas Centrais Sindicais, manifestaram-se sua posição contrária às reformas trabalhistas e previdenciárias na capital Federal nessa quarta -feira (24). O protesto causou confronto com a Polícia Militar e o Exército cercou o Planato.

Reprimidos pelos policiais, inclusive com bombas de efeito moral, os manifestantes que caminharam pacificamente entre o Estádio Mané Garrincha com destino ao Congresso foram impedidos de seguir, quando passavam pela Esplanada dos Ministérios. A manifestação eclodiu em confronto no meio da tarde.

 

Dois Ministérios (Trabalho e Agricultura) sofreram um princípio de incêndio e toda a Esplanada foi evacuada. Neste momento, o clima é tenso em Brasília, nas ruas e nos gabinetes e plenários.

 

Na Câmara Federal, deputados dos partidos contrários à permanência do Presidente Michel Temer no governo também se manifestaram, no período da tarde. A mesa diretora foi ocupada pelos oposiocionistas.

 

“O governo quer a todo custo aprovar essas medidas mesmo sem consultar a sociedade, de forma exacerbada e tirana, isso é uma irresponsável sem precedentes, pois neste momento nenhuma das casas tem condições morais de votar medidas de austeridade com tanta denúncia contra o Temer”, afirmou o presidente nacional da UGT, Ricardo Patah, no período da manhã.

 

Categorizado em: Ações Sindicais,