NOTÍCIAS

Carnaval de Rua 2018 terá 493 desfiles por toda a cidade

01/02/2018

 

Durane o Carnaval de Rua 2018 da cidade de São Paulo, que irá ocorrer até o dia 18 de fevereiro, 493 blocos carnavalescos desfilarão pelas ruas, por todas as regiões da capital. A expectativa da Prefeitura é que quatro milhões de pessoas participem do evento. O ponto principal da festa será a Avenida 23 de Maio, na Zona Sul, onde são esperadas mais de 500 mil pessoas durante o desfile de grandes blocos.

Durante os três finais de semana do carnaval haverá 183 desfiles na Zona Oeste, 125 no Centro, 74 na Zona Norte, 54 na Leste e 55 na Zona Sul. A região da Sé receberá o maior número de desfiles este ano, 125, seguida de Pinheiros com 101, e Vila Mariana com 43. A população poderá acompanhar a programação no site oficial Carnaval de Rua de São Paulo (www.carnavalderua.prefeitura.sp.gov.br).

 

A ferramenta vai oferecer o cronograma completo das agremiações por data, horário e bairros, além de dados sobre os blocos, como percurso, público estimado e como chegar aos locais dos desfiles. O objetivo é ser a fonte oficial de informações para os paulistanos e turistas que virão para a capital aproveitar o feriado de folia. As dicas servem para os foliões e para quem quer fugir dos desfiles, já que as rotas podem ser consultadas.

 

Os blocos foram cadastrados pela Comissão de Carnaval e os trajetos organizados em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os grupos aprovados receberam uma autorização especial, que garante estrutura e acompanhamento pela equipe da Prefeitura, a fim de garantir segurança e conforto dos foliões.

Durante todo o Carnaval, a Prefeitura disponibilizará banheiros químicos, ambulâncias de remoção, ambulâncias com UTIs, agentes vistores e de apoio, alem da infraestrutura necessária para que os foliões aproveitem a festa com conforto e segurança. Dez mil ambulantes foram cadastrados para atuarem em todas as regiões.

Segundo o secretário das Prefeituras Regionais, Cláudio Carvalho, haverá uma central no COPOM monitorando as principais regiões da cidade com todo o apoio da CET, SPTrans e das demais secretarias envolvidas na ação “Esse ano as Prefeituras Regionais interagiram diretamente com os blocos pois nós temos que ter uma forma mais segura de organizar o carnaval. O diálogo foi muito bom e as regionais também estarão fazendo o monitoramento nos três finais de semana”, finalizou.

 

A Avenida 23 de Maio é a grande novidade do Carnaval de Rua 2018 e será o ponto principal da folia. No dia 11, desfilam os blocos CHÁ ROUGE, Vou De Taxi (SUNDAY JR), Domingo Ela Não Vai e Bloco do Desmanche. No dia 12, o Pinga Ni Mim sairá às ruas. O Bloco dos Invertidos se apresentará no feriado de carnaval, 13. Por fim, o Bloco do Baiana System e Bloco do Largadinho encerrarão as atividades no dia17. Acantora Claudia Leitte e o grupo Rouge animarão os foliões na Avenida 23 de Maio.

Palcos

A região central terá um palco fixo no Vale do Anhangabaú durante todo o período do Carnaval. No sábado de Carnaval, dia 10, os shows são de Johnny Hooker e o DJ Rodrigo Bento (Pilantragi). No dia 11, Heavy Baile Convida MC Carol e BADSISTA. No dia 12 será a vez do Carnaska trazer para o público a banda jamaicana The Skatalites, o músico Victor Rice e o DJ Bruno Felix (Sicilian Sounds).

Dia 13 é a vez do Raça Negra e Balada das + Lindas. No primeiro dia de pós-carnaval, dia17, a cantora Ana Rafaela e a banda Francisco El Hombre animarão os foliões do centro de SP. No dia 18, Baby do Brasil e DJ Tutu Moraes encerrarão toda a programação do Carnaval de Rua no Vale do Anhangabaú. Haverá também palco fixo no M’Boi Mirim. Sandália de Prata Convida BNegão e Sandália de Prata Convida Fernanda Abreu garantem a festa nos dias 3 e 4 de fevereiro.

Pirituba recebe Clube do Balanço Convida Simoninha e Clube do Balanço Convida Paula Lima nos dias 10 e 11. Itaquera terá as apresentações de Berço do Samba de São Mateus Convida Monarco no dia 17, e Berço do Samba de São Mateus Convida Velhas Guardas da Camisa Verde e Branco e Nenê da Vila Matilde no dia 18.

 

Desfiles no feriado de carnaval

Durante o feriado de carnaval, mais de 49 desfiles estarão espalhados pela cidade. O tradicional bloco de Pinheiros Vai Quem Qué, fundado em 1981, anima os foliões no dia13. Aconcentração acontecerá na Praça Padre Séptimo Ramos Arante, às 15h30.

O bloco QUE CASAR QUE NADA promete ser o mais agitado de Pinheiros. Com expectativa de receber de 50 mil a 100 mil foliões, o desfile acontecerá às 12h na Faria Lima (Pirajá) e concluirá o trajeto até a Chopin Tavares, às 17h.

Desfiles no pós-carnaval

Os eventos de Carnaval de Rua de São Paulo encerram as atividades nos dias 17 e 18 de fevereiro com 107 desfiles. No primeiro dia, a Vila Mariana receberá a cantora Claudia Leitte com o Bloco do Largadinho. O desfile terá início às 12h na Av. 23 de Maio, no Viaduto Santa Generosa e terminará às 17h no Viaduto Pedroso. Espera-se a participação de mais de 100 mil foliões.

No dia 18, PIPOCA DA RAINHA da rainha pretende arrastar esse mesmo público pelas ruas da Sé. O desfile começará às 15h na Rua da Consolação, entre R. Antonio Carlos e R. Matias Aires, e terminará às 20h na Rua da Consolação até Avenida São Luis. 

 

Desfiles em Pinheiros

A região de Pinheiros é um dos principais pontos de concentração de pessoas durante os carnavais de rua. Para assegurar a segurança e conforto dos participantes do evento e não prejudicar os moradores locais, a Prefeitura Regional publicou, em dezembro, a Portaria 36, que estabelece as regras durante o período, entre às quais a proibição de desfiles em 43 vias. Também haverá a Zona Especial de Atenção ZAE na Vila Madalena. No Largo da Batata, o Bloco da Favorita terá um palco fixo animando o público de até cinco mil pessoas com ritmos variados.

Vila Madalena

Não haverá desfiles de blocos e ambulantes, apenas comércio local, na Zona de Atenção Especial Vila Madalena, que fica no quadrilátero entre as ruas Wisard, Girassol, Inácio Pereira da Rocha e Simão Álvares. O acesso à área de atenção será restrito a 5 mil usuários. Não será possível a entrada de veículos e usuários que portem garrafas de vidro e bebidas alcoólicas.

Os moradores do entorno deverão apresentar documento e comprovante de residência. O controle de acesso começa às 11 horas e, às 17 horas, será proibida a entrada na ZAE.

Regras para os desfiles

De acordo com a Portaria 48/SMPR/2017, como nos outros anos, as zonas residenciais serão preservadas, com horário para dispersão. Coube aos blocos cadastrar separadamente cada desfile, com descritivo do percurso proposto. Eles também são responsáveis pela adequada ocupação do espaço público e assegurar a integridade dos foliões, além de minimizar ao máximo o impacto causado à cidade. Foi obrigatório aos blocos, cordões carnavalescos, bandas e /ou similares com previsão de público acima de 25 mil foliões a apresentação do plano de segurança para o desfile.

Trânsito

Com o objetivo de incentivar a população a curtir o Carnaval de rua em São Paulo, a Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) elaborou esquemas especiais para privilegiar o uso do transporte público nos dias de folia e garantir a segurança viária. Os mais de 14 mil ônibus municipais receberão edição especial do Jornal do Ônibus com informações sobre como utilizar o sistema, além outra edição com informações específicas sobre alteração de linhas.

Nos pontos de ônibus da região central, haverá adesivos com informações sobre desativação do ponto e local onde estará um fiscal da São Paulo Transporte (SPTrans) disponível para passar informações para o passageiro. Durante o Carnaval, 900 fiscais da SPTrans estarão nas ruas para ajudar a população.

Além de todo o sistema de comunicação dentro de ônibus e nos pontos, a SPTrans também deixará as informações disponíveis em seu site em tempo real (sptrans.com.br/carnaval) e nas redes sociais. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também estará nas ruas reforçada para aumentar a segurança no trânsito.

Bloco Amigo da Cidade

Os blocos, cordões e bandas poderão aderir voluntariamente ao selo “Bloco Amigo da Cidade”. A iniciativa tem o objetivo de executar ações de cidadania e cooperação de limpeza nas vias durante e após a realização de seus desfiles. Neste ano, mais de 400 desfiles receberam o selo. 

(Fonte: Portal Prefeitura de São Paulo)