NOTÍCIAS

Aumentou o número de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza

13/09/2018

Cresceu em 33% o número de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza, no Brasil. De acordo com estudo divulgado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) entre os anos de 2014 e 2017 somou-se à miséria brasileira 6,3 milhões de cidadãos.

 

O estudo relaciona o valor-base de referência para mensurar a pobreza: R$ 233 mensais (referente a agosto de 2018). A pesquisa identificou que 11,18% da população vive com renda menor a esta índice (o anterior era 8,38%). Destaca, contudo, que  graças as políticas sociais implantadas durante o Plano Real (juho de 1994) e a partir do ano de 2003 o Brasil registrou um avanço contínuo na redução da pobreza.

 

“O retrocesso não fez voltar a 2011", comparou o professor responsável pela pesquisa, Marcelo Neri. “Foi uma década perdida”, resumiu. Vale lembrar que  em 1989 foi registrado um recorde histórico da desigualdade social e econômica.

 

Explicando que o movimento crescente de pobreza justifica-se pelo aumento da inflação e desemprego, o professor salientou ainda a falta de políticas pública de combate à pobreza. Para ele, é urgente um ajuste fiscal no Brasil.